156 Acesso àInformação

Conheça Curitiba

O município de Curitiba é a capital do estado do Paraná e está localizado na Região Sul do Brasil. Ocupa uma área de 435 km². O clima de Curitiba é subtropical úmido, com índice de pluviosidade de 1.434mm/ano. A altitude média é de 935 m acima do nível do mar, o que proporciona um inverno mais frio do que o das demais capitais do Brasil. Por sua altitude, Curitiba também é a capital “mais alta” do país.

Pode haver variações significativas na temperatura durante em um único dia. O período de queda mais significativo mantém-se, em geral, até por volta das 21 horas, havendo forte elevação e queda na temperatura nos períodos mais ativos do dia. Daí a percepção socialmente difundida de “todas as estações em um único dia”.

Confira a
localização
de Curitiba

Latitude 25°25’48” Sul e
longitude 49°16’15” Oeste.
A extensão Norte-Sul é de
35 km e Leste-Oeste é de
20 km.

Curitiba em números

A capital paranaense é a quarta cidade mais rica do Brasil e a oitava em população do país. Curitiba ocupa a décima posição em qualidade de vida para a sua população. Confira os números que transformaram o município em um polo de atração de investimentos e de inovação.

História

Curitiba é uma palavra de origem Guarani: Kurí’ýtýba, que quer dizer “grande quantidade de pinheiros, pinheiral”, na linguagem dos índios, primeiros habitantes do território.

Nos primórdios da ocupação humana, as terras onde hoje está Curitiba apresentavam grande quantidade de Araucária angustifolia, o Pinheiro do Paraná. A árvore adulta tem a forma de uma taça. Sua semente é o pinhão, fonte de proteína e alimento de grande consumo, in natura ou como ingrediente da culinária regional paranaense.

O pinhão serve também de alimento a um pássaro típico da região e que existia em grande quantidade no começo da ocupação do território: a gralha-azul (Cyanocoraxcaeruleus). De corpo azulado e cabeça preta, a gralha-azul colhe o pinhão com o bico e o enterra no solo para consumo posterior, o que também ajuda a semear novos pinheiros.

Diversidade étnica

A Vila de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, atual Curitiba, foi fundada em 29 de março de 1693 pelo capitão-povoador Matheus Martins Leme, que promoveu a primeira eleição para a Câmara de Vereadores e a instalação da Vila, como exigiam as leis portuguesa. Vale lembrar que o Brasil à época era colônia de Portugal.

De povoado a metrópole, o traço fundamental que definiu o perfil de Curitiba foi a vinda de imigrantes das mais variadas procedências. Europeus e asiáticos contribuíram para a formação da estrutura populacional, econômica, social e cultural do município. Da mesma forma, paulistas, gaúchos, mineiros e nordestinos também contribuíram para a construção da Curitiba que conhecemos hoje.

Até o século XVIII, os habitantes da cidade eram índios, mamelucos, portugueses e espanhóis. Com a emancipação política do Paraná em 1854, e o incentivo governamental à colonização na segunda metade do século XIX, Curitiba foi transformada pela intensa imigração de europeus.

Bairros curitibanos

Curitiba é formada por 75 bairros, divididos em centenas de vilas, jardins e moradias. Na região central, está o marco zero do município, que indica o “ponto inicial” de uma cidade, ou o ponto a partir do qual eram tomadas as distâncias para a demarcação de uma vila. O atual bairro do Centro já teve outros nomes. Em um mapa de 1950, boa parte de seu território era chamado de Liberdade. Em outros mapas, a região onde hoje está o bairro aparecia simplesmente com a inscrição “Curitiba”, como se somente ali fosse a cidade e ao seu redor existisse apenas chácaras, fazendas ou campos inabitados.

Os casarios ainda existentes no bairro São Francisco mostram as primeiras moradias curitibanas. Com o desenvolvimento, cada bairro foi surgindo com história própria e alguns com características curiosas. O Portão, por exemplo, ganhou este nome porque os conflitos entre os lavradores e tropeiros pelos campos de criação de gado acabaram determinando caminhos e o surgimento de cercas e portões. E a passagem pela região levou à instalação de um portão, que mais tarde deu origem ao nome do bairro.

Grande parte dos bairros de Curitiba nasceu de núcleos coloniais formados por famílias de imigrantes europeus, na segunda metade do século XIX. O Centro, local de fundação da cidade, se mantém como a área mais movimentada e onde se concentra a maior parte das instituições financeiras de Curitiba.
Em 1975 foi realizada a última divisão de bairros feita em Curitiba. Desde então apenas o bairro Capanema mudou o nome para Jardim Botânico, mas sem modificações em suas delimitações.

O Plano Diretor de Curitiba deu inicio à transformação econômica, com a implantação da Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Começou em 1973, numa área pouco habitada e úmida, de 43,7 milhões de metros quadrados, na parte Oeste da cidade.

O projeto da CIC inicia uma nova fase de atração de investimentos, prevendo a instalação de indústrias não poluentes. A grande preocupação era a de não criar um distrito segregado, mas integrar moradia, trabalho e lazer às atividades econômicas por meio de um sistema viário adequado. Para assegurar essa integração espacial, foram criados os Setores Especiais Conectores.

A localização se definiu em função de vários fatores, dentre os quais a tendência de crescimento de Curitiba para Oeste; as características do terreno, com bom suporte para indústrias; a topografia favorável; direção dos ventos; e o local para implantação de cinco vias de acesso, as conectoras, todas em condições de se integrar ao sistema trinário. A CIC foi planejada e executada como uma cidade completa dentro da cidade maior, e não como um distrito industrial isolado.

Os recursos, disponíveis por uma conjuntura internacional favorável, os incentivos fiscais, a qualidade de vida, a infraestrutura de apoio e iniciativas bem-sucedidas de marketing direto atraíram indústrias e viabilizaram a CIC, que deu origem ao bairro Cidade Industrial.

MAPA DOS BAIRROS

Mapas

A
  1. AbranchesVisualizar
  2. Alto da GlóriaVisualizar
  3. Água VerdeVisualizar
  4. Alto da Rua XVVisualizar
  5. AhúVisualizar
  6. AtubaVisualizar
  7. Alto BoqueirãoVisualizar
  8. AugustaVisualizar

B
  1. BacacheriVisualizar
  2. Boa VistaVisualizar
  3. Bairro AltoVisualizar
  4. Bom RetiroVisualizar
  5. BarreirinhaVisualizar
  6. BoqueirãoVisualizar
  7. BatelVisualizar
  8. ButiatuvinhaVisualizar
  9. BigorrilhoVisualizar

C
  1. CabralVisualizar
  2. Capão RasoVisualizar
  3. CachoeiraVisualizar
  4. CascatinhaVisualizar
  5. CajurúVisualizar
  6. CaximbaVisualizar
  7. Campina do SiqueiraVisualizar
  8. Centro CívicoVisualizar
  9. Campo CompridoVisualizar
  10. CentroVisualizar
  11. Campo de SantanaVisualizar
  12. CICVisualizar
  13. Capão da ImbuiaVisualizar
  14. Cristo ReiVisualizar

F
  1. FannyVisualizar
  2. FazendinhaVisualizar

G
  1. GanchinhoVisualizar
  2. GuaíraVisualizar
  3. GuabirotubaVisualizar

H
  1. HauerVisualizar
  2. Hugo LangeVisualizar

J
  1. Jardim botânicoVisualizar
  2. Jardim socialVisualizar
  3. Jardim das américasVisualizar
  4. JuvevêVisualizar

L
  1. Lamenha pequenaVisualizar
  2. LindóiaVisualizar

M
  1. MercêsVisualizar
  2. MossunguêVisualizar

N
  1. Novo MundoVisualizar

O
  1. OrleansVisualizar

P
  1. ParolinVisualizar
  2. PortãoVisualizar
  3. PilarzinhoVisualizar
  4. Prado VelhoVisualizar
  5. PinheirinhoVisualizar

R
  1. RebouçasVisualizar
  2. RivieiraVisualizar

S
  1. Santa CândidaVisualizar
  2. São JoãoVisualizar
  3. Santa FelicidadeVisualizar
  4. São LourençoVisualizar
  5. Santa QuitériaVisualizar
  6. São MiguelVisualizar
  7. Santo InácioVisualizar
  8. SeminárioVisualizar
  9. São BrazVisualizar
  10. Sítio CercadoVisualizar
  11. São FranciscoVisualizar

T
  1. TaboãoVisualizar
  2. TatuquaraVisualizar
  3. TarumãVisualizar
  4. TinguiVisualizar

U
  1. UberabaVisualizar
  2. UmbaráVisualizar

V
  1. Vila IzabelVisualizar
  2. Vista AlegreVisualizar

X
  1. XaximVisualizar
A Grande Curitiba

A Região Metropolitana de Curitiba (RMC) é formada por 29 municípios: Adrianópolis, Agudos do Sul, Almirante Tamandaré, Araucária, Balsa Nova, Bocaiúva do Sul, Campina Grande do Sul, Campo Largo, Campo Magro, Campo do Tenente, Cerro Azul, Colombo, Contenda, Curitiba, Doutor Ulysses, Fazenda Rio Grande, Itaperuçu, Lapa, Mandirituba, Piên, Pinhais, Piraquara, Quatro Barras, Quitandinha, Rio Branco do Sul, Rio Negro, São José dos Pinhais, Tijucas do Sul e Tunas do Paraná.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE – 2010), a Região Metropolitana possui 3.572.326 habitantes numa área de 15.419 km². Esta população cresceu 3,9 vezes mais desde a década de 1970, passou de 907 mil para os atuais 3,5 milhões de habitantes.

Os municípios da RMC concentram 64% do total da população urbana do Estado. A população feminina representa 51,4% do total enquanto a dos homens é representada por 48,6%.

Seu PIB em 2015 foi de R$ 149 bilhões, o que representa uma participação de 39,3% do total do Estado do Paraná.